motivos não yoga

5 motivos para não praticar yoga

É isso mesmo, tudo tem dois lados. Hoje estou aqui para alertar aqueles que pensam em praticar Yoga com seriedade, ou que começaram a praticar há pouco tempo, dos riscos que estão correndo. Leiam com atenção e tirem suas próprias conclusões sobre se isso é algo que você pretende continuar a fazer ou não.

1. Você começa a enxergar a vida de outra forma. Uma forma mais relaxada, consciente e feliz. E isso, aos olhos das outras pessoas, faz com que você talvez pareça um louco. Essa história de gratidão, consciência, vida simples… você vai virar um peixe fora d’água. É sério, estou falando isso pro seu bem. E o pior é que você entende porque as pessoas não te entendem. E isso, ao invés de melhorar, só piora a situação, pois te torna ainda mais estranho aos olhos dos outros.

2. Você naturalmente passa a fazer escolhas mais saudáveis, porque começa a perceber com clareza quais são aqueles hábitos que fazem bem e aqueles que fazem mal. Você não vai mais curtir exageros, porque cuidar da sua saúde passará a ser prioridade. Aquela cervejinha de todo fim de semana até altas horas talvez não soe mais tão atraente. Aquela festa de camisa, aquele churrasco de família então… Pode ter certeza de que se você for, vão ficar falando sobre o quanto você está diferente, e se não for, certamente será a pauta do dia. Terá que se acostumar a isso!

3. Você vai ficando mais forte e flexível, tanto física quanto mentalmente, e uma vez que se conquista isso, é muito difícil voltar atrás. Então, eu lhes digo, muito cuidado ao entrar nesse caminho. As pessoas vão falar sobre isso, sobre o quanto você anda “metido”, só porque a sua auto estima está lá em cima e tem energia de sobra, mesmo que não fique se exibindo por isso.

4. Você começa a perceber que precisa de cada vez menos pra viver, e por isso, passa a buscar uma vida cada vez mais simples. Isso é perigoso, porque não movimenta a economia, não é bom para o país… Talvez o governo resolva ir atrás de você, pra saber se está fazendo algo ilegal. Talvez você receba ligações do banco, porque o seu padrão de consumo está mudando (para menos). Ter que lidar com tudo isso pode ser realmente muito chato, afinal, como é que você vai se defender? “Não, sr. Fulano, eu estou bem sim, só estou mudando minhas prioridades, sabe, percebi que não preciso de tudo o que eu gastava antes pra viver…” Oi? Não precisa gastar tanto pra viver? Em que mundo você vive?

5. Você se torna uma pessoa mais amorosa e feliz. É, amigos, talvez esse seja o motivo principal. Isso prejudica a vida social, simplesmente porque quando você estiver em um grupo onde as pessoas estejam mal-humoradas e/ou reclamando da vida, você não vai ter assunto, ou então vai ficar tentando mostrar pra elas o lado bom das coisas, e isso pode deixa-las extremanente irritadas. Conheço pessoas que tiveram sérios problemas de bullying por causa disso… Só porque eram otimistas demais ou porque simplesmente não conseguiam ficar de mau humor.

Pois é, então se você não quer ser essa pessoa, esqueça esse negócio de Yoga, porque isso não é pra você. Fuja do tapetinho. Quando ouvir alguém entoando o mantra OM, tape os ouvidos e saia correndo. Estou avisando, esse é um caminho sem volta. Depois não diga que não lhe avisei.

Ficou curioso? Vem praticar comigo! 😀

Veja aqui as vagas de aula de yoga e meditação em Salvador »

soteropolitana, estudante de vedanta, formada em design gráfico, criadora, autora e ilustradora do respire e seus yoginhos. acredita que ser feliz é coisa simples e que yoga é para todos.

Comentários pelo facebook

Comentários

49 comentários sobre “5 motivos para não praticar yoga

  1. Não pratico yoga, porém, quase tudo q vc falou, eu “sofro” por praticar coisas que sao estranhas e me faz bem, como tocar ocarina, ter fé, praticar wushu ( kung fu ) , ouvir musica celta, classica, antiga, medieval, eletronica etc.
    Assistir My little Pony Friendship is Magic, entre outras coisas. Isso tudo parece mimimi, porque sempre em minha vida apesar de curta ( faço 20 anos em março )convivi com isso, e eu n’ao sou louco nem antisocial. Ainda mais, quando os outros estão reclamando da vida, vc pode mudar o assunto e melhorar o humor deles, pode influenciar em outros a ter uma vida melhor, quando eles vêem que vc está mais calmo, talvez alguns deles quieram isso, e acabam praticando tambem. O que tem ser assunto de fofoca? Se seus “amigos” não falarem de seus defeitos na sua frente pra vc, provavelmente não deveria chama-los de amigos. Não tem porq ser igual a todos ou o porq ser diferente. Mas simplesmente SEJA VOCÊ MESMO(A). Independente de que falam atras das suas costas, vc nao tem que agradar a todos, mas tenha consciente limpa, sem peso. E vc acha que vc para de usar dinheiro por usar yoga? me diz entao, e as pessoas que pagam MUITO pra ir até a india aprender com grandes gurus? comprar roupas especificas da india ou de qualquer outro local que fala de zen? e fazer exercicio alternativo indiano ou de qualquer outro pais asiatico que acaba assemelhando com yoga como acupuntura ou tchi kong? Vc acha que quem faz isso ganha pouco? vc simplesmente aprender a usar o dinheiro, e vc acha q levar uma vida “perfeitamente” saudavel é barato? compara os preços do equivalente a 10 litros de = cerveja x refrigerante x suco ( 100% natural de marca confiável etc ) , agora pensa na comida que vc usa como suplemento de carne ou de peixe que acaba usando se vc virar vegetariano? e viu, tem volta sim, tudo isso que vc falou de fisico e mente fortes, alem de filosofia é só enquanto vc pratica, se não vc perde o foco delas e seus sentidos verdadeiros. Então aqui está, a minha opinião sobre esse post que aparenta ser de alguem que vive na massa, participa da moda, mal informada e alé de tudo INVEJOSA. Deus te abencoe e espero que vc tenha toda a felicidade do mundo

    • Oi Igor, tudo bem? Respeito sua opinião, concordo e discordo com coisas que você disse, mas o objetivo do post não era ser sério, era só uma brincadeira. É claro que as coisas não são tão simples, né? Tal simplificação da realidade é só uma das estratégias do humor. Se der uma outra lida, talvez perceba o tom. Obrigada, namaste!

      • Olá Daniela,
        Excelente texto, gostei muito, mas o que me fez rolar de rir foram os comentários de quem não entendeu a piada e a delicadeza e paciencia com que voce respondeu. Li recentemente uma matéria do “perigo” de se escrever usando a ironia, quanto mais fina e elegante mais reações fora do contexto.
        Enfim,não pratico ioga mas seu texto me colocou pra pensar, obrigado!

  2. fico lendo isso e me dá agonia. já tentei 4 aulas diferentes, em lugares diferentes e saí irritada. amo esportes, mas não me dei bem com pilates de aparelho e nem com yoga. fico sinceramente frustrada pq meu pai pratica há mais de 40 anos e muita gente que conheço ama. e eu detestei. gosto de musculação, de aula de alongamento, jiu-jitsu… mas não consegui gostar de yoga. fico procurando os motivos, volta e meia tento de novo e… nada. =(

  3. Já pratiquei um pouco quando tinha uns 18 anos. Parei.
    Agora aos 29 estou voltando. Comecei com as leituras e práticas do Hermógenes.Papo papo de capitalista este.Nada contra, mas moderação, consciência corporal,espiritual e equilíbrio é o caminho.Tudo que a humanidade precisa para viver em Harmonia.

  4. Toda brincadeirinha tem algumas verdades, acho que cada um faz o quer desde que escolha a sr feliz dentro da filosofia de vida que satisfaça e ti traga prazer , saude , mentalidade pelo menos mais equlibrada neste mundo onde estão todos loucos , emocional e economico, tudo isto inclui o social.
    Pratico Yoga, ,adorooo,meditação(Kria Yoga) e vivo todas estas regras que vc diz ser ruim…não estou nem aí pra quem se embebeda ,come carne, é consumista, capitalista, ….imagino a egrégora destas masssificação de mentes e conversas que não me trazem nenhum crescimento pessoal.
    Que dó, e como dizia Raul…”Pena não sermos burros, porque não sofreríamos tanto”…
    Se vc é feliz assim a escolha é sua…boa evolução, coma muiiita carne de todos os tipos, beba muito, fale ate ficar roucos, e não me convidem nunca para seus encontros e baladas casuais pois , eu sou louca diante de vcs e isto me deixa muitissimo feliz de fazer a diferença e cantar muitos mantrasommmmmmmmmmmmmmmm!

    • oi Lila! que legal, também sou kriyaban! na verdade, eu estou sendo irônica no texto, justamente dando mais motivos pra a pessoa praticar yoga. quem está no caminho sabe que o que os outros pensam ou falam sobre a gente não importa. sabemos que estamos nadando contra a corrente, e isso nos faz muito feliz. ainda bem que é um caminho sem volta, né? namastê! 😉

    • Gente, pelo amor de Deus, ela está sendo sarcástica no texto!! Como pode alguém ler o texto e não entender? Fugiram da aula de interpretação de texto é?

  5. G E N I A L
    Fazer yoga, meditação, pnl, coach, ter apenas hábitos saudáveis, buscar a conexão com a essência, contruir uma paz no mundo, seguir um caminho verdadeiro, expandir a consciencia, ser realmente autêntico pode ser mesmo visto como perigoso pela grande maioria… você pode dar exemplo de como não contribuir para um mundo melhor, do ponto de vista capitalista, onde se valoriza o que temos e o prazer dos sentidos como simbolo do sucesso. Ai não conseguem te vender qqr coisa e passas a incomodar aqueles que querem viver a normose… Namastê…

  6. Isto está demaiiiiiis! haahah adorei a parte do Governo cair em cima de nós… O que falta mesmo são as pessoas estarem alerta do consumismo à sua volta e as escolhas que fazem. Porquê comer monstros no Mac Donalds se tem os melhores hamburgers ali na vizinha? Pensar local, é pensar global.

  7. Aff !!! Estou cada vez mais convencida que os métodos de alfabetização no país estão longe de cumprir seu objetivo. Qualquer que seja o assunto, tem uma galera que lê a união das letras, sabe o som que elas formam, mas não entendem o sentido !! Isso significa analfabetismo funcional !!! Gente, praticando yoga, ou não, cada um dos cinco motivos é motivo para pensarmos em nossos próprios motivos e aperfeiçoarmos nosso comportamento. Então, pessoal, quem não entendeu o texto, sugiro que leiam a obra de Machado de Assis e busquem lá a fina ironia. Para entender o efeito de estranhamento (Verfremdungseffekt) da ironia, leiam Bertold Brecht. E pratiquem yoga, pois melhora, e muito, a capacidade do cérebro!!! Boa leitura!!!!

  8. Adorei a sua forma de escrever. Um verdadeiro paradoxo epistemiológico. A antítese produzindo a causa primária. Parabéns! Acabei de confirmar meu caminho que escolhi. E olha que nem pratico yoga…

  9. Tem um sexto motivo. Se vc entrou recentemente para uma empresa, algumas coisas vão mudando nela sem que vc tenha participação nenhuma, p ex, são excluídas pessoas antigas pq só agora, na empresa, começam a perceber o mal que estas pessoas estavam fazendo à empresa que acaba de te contratar.

  10. Parabéns muito gostoso, leve e brincalhão seu texto.
    Agora o mais engraçado é a repercursão….

    Meu Jesus Maria José é muitooooo claro a intenção da autora… Ter que ficar explicando o que é mais claro que água. Uouuuuu lhe dou mais um parabéns. Tu é realmente uma pessoa que pratica, pois vai ter paciência com ignorância lá na minha. Índia, hein? Parabéns duas vezes… Hahahahaha.

  11. parabéns pelo texto. uma maneira criativa, leve e bem humorada de dizer profundas verdades. verdades que sou muito grato ao Yoga por estar vivenciando há (apenas, mas muito plenos) dois anos. namaste.

  12. moro em Capetinga ,uma cidadezinha no sul de MG. Tenho 59 anos e aposentada e quero muito fazer ioga desde muito tempo.tem como fazer sozinho e a distancia,você sabe alguma coisa na internet? seu testo me despertou . abraço

    • oi Neusa! fico muito feliz que você tenha despertado o interesse pela prática, mas eu particularmente não aconselho que faça sozinha pela internet, pois a melhor forma de iniciar é contando com um instrutor capacitado. dá uma olhada na lista da Aliança do Yoga dos professores registrados em Minas. quem sabe lá você não possa encontrar algum que more aí na sua região? http://www.aliancadoyoga.com.br/buscar-instrutor#instrutorResultados obrigada pelo comentário, boa sorte! :)

  13. Bom esse teu raciocinio. Agora penso pra que serve.? tudo isso se vamos melhorar nossa saúde.
    Já pensou a quantidade de desemprego que isso pode causar, em laboratorios, farmacias, hospitais, pesquisas, para os profissionais da saúde(médicos) principalmente.
    namaste.
    Julia Wesz

  14. Entendi a crítica e ironia do texto, talvez porque eu tenha tido a oportunidade de estudar mais. Mas, ao mesmo tempo, creio que muita gente não sabe interpretar essa ironia e leva tudo ao pé da letra o que você escreveu, e isso considero sério, visto que vivemos em um país onde a educação é péssima.

    Considero que seja fundamental a propagação de boas práticas através de boas palavras que transmitam esperança, harmonia e paz aos corações angustiados. A visão catastrófica da vida a mídia já se encarregou de propagar com muito mais eficácia. O que precisamos é propagar esperança e aí sim a energia coletiva começa a se transformar para melhor, e isso não significa negar que existe um lado catastrófico da vida, significa trazer força e esperança para superar desafios, um dos maiores ensinamentos da prática da Yoga.

    Por fim, como praticante e professora de yoga, trago a minha experiência magnífica com esta filosofia e prática que me encanta a cada encontro com o outro, onde posso sentir que pude compartilhar algo realmente valioso com alguém que estava completamente agoniado com o lado catastrófico da vida e que passa a enxergar a beleza e esperança novamente através de uma prática positiva e bela. Nunca me senti um peixe fora d’água, nem sofri bullying por viver “fora do padrão”, aliás a palavra “sofrer” expressa uma escolha da própria pessoa: cada um pode escolher sofrer ou não sofrer com os tormentos da vida. Em minha experiência com a Yoga só consigo perceber que por onde passo surge um número cada vez maior de pessoas encantadas com esta prática e interessadas em praticar seriamente pelo resto de suas vidas.
    Perdão pela forma austera que direi isto, mas eu realmente não considero a crítica desse texto construtiva para a transformação da humanidade. Como disse anteriormente, a mídia já se encarregou de propagar a visão catastrófica da vida de uma maneira muito eficiente e eficaz! Precisamos é fortalecer “o outro lado da moeda”…

  15. Sou i instrutora de Yoga, e a cada dia me convenço que estou no caminho certo e depois desse texto esdruxulo… nunca tive tanta certeza e aposto que quem ler e ter um pouquinho de bom senso faz exatamente o oposto do que o texto diz…
    Namaste…ci

  16. oLá
    muito bom o texto, parabéns a autora, muito legal.
    haha achei engraçado o amigo Igor ai revoltado. se não gosta, nao entre para criticar. vc tem 19 mas fala como se tivesse 15 ou 14 anos, Igor.
    fique tranquilo, e se voce tiver um tempo, leia pelo menos uns dois livros de swami sivananda ou swami vivekananda.
    yoga não se trata apenas de exercicios e posturas fisicas
    paz a todos

  17. “Há algumas pessoas que dão discursos sobre yoga ou ostentam os sinais do yogue mas não praticam o que pregam. Estão enganando os demais, somente para obter benefícios e satisfazer seus desejos”.

  18. Estou lendo o livro Autoperfeição com Hatha Yoga, do professor Hermógenes, estou acreditando tanto no que estou lendo que me assustei e senti um pouco frustrado.Claro, tive que ler o texto: “5 motivos para não praticar Yoga”. sinto-me aliviado e estimulado a continuar com minha leitura,mesmo sabendo agora que no texto lido, existam verdades absolutas. Obrigado Daniela.
    Vamos fortalecer o grupo anti-normose.

  19. Muito bacana seu texto Daniela. De uma leveza irônica que causa um efeito de “estranhamento”, até que o leitor perceba que se trata de ironia, e a reconhecendo, o “estranho” se esvai. rsrsrs Eu não pratico Yoga, mas estou pretendendo praticar, embora, já sendo o que sou, cause uma certa estranheza nos demais, devido a minha forma de pensar e conduzir a vida. Tento caminhar no anti-fluxo da massa, de não me deixar escravizar pelo consumismo, modismos e outros ismos espalhados por aí. É claro que há um preço a pagar. Às vezes se é mal compreendido, desacreditado…mas o importante é que estou aprendendo, como dizia o apóstolo Paulo, a viver com gratidão em toda e qualquer situação. Sei que vivo dentro de um sistema, mas procuro não deixá-lo que ele viva em mim, ou que eu me torne parte dele, ou que eu o confunda com minha própria natureza. É nesse caminho que tento caminhar…tenho muito a aprender…

  20. A autora só descreveu um comportamento externo e muito superficial.
    Quem pratica hajayoga e não somente suas angas sabe que a yoga não um rótulo ou condição social.
    É humildade rentidao é o nirodha das virttis de shitta. OM no universo que estamos o superficial é valido.

Deixe uma resposta para Eduardo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>