tigre cochilo

Tire um cochilo sem culpa

Meio dia, barriga cheia, uma tarde inteira de trabalho pela frente. Adivinha quem chega pra acompanhar? Olhos pesados e aquele soninho! Aí você pensa “ah, como eu queria uma rede agora…” Infelizmente muitas vezes temos que ignorar a preguiça pós-almoço em nome da produtividade. Só que você não pode ignorar completamente o sono. Se ele chegar, o peso, a lentidão e a letargia estarão lá quer você queira, quer não. Depois de um tempo o sono até passa, mas não a sensação de cansaço mental.

 

A notícia boa é que é perfeitamente normal ter sono depois do almoço. Ele não é sinal de preguiça, embora muita gente pense que sim. É a nossa cultura que está obtusa, pois impõe às pessoas um ritmo frenético de produtividade que simplesmente não é natural.

O sono do meio-dia acontece por vários motivos: pela configuração do relógio biológico, que busca uma “recarga” a cada 6h de alerta; pelo processo da digestão, que ao direcionar energia para digerir o alimento faz com que você fique um pouco lento; ou porque isso é uma estratégia do seu sistema corpo/mente para te dizer que você está estressado e precisa dar um reset, ou que talvez não esteja descansando bem à noite. Mas os motivos não importam. É mais simples do que isso. O que importa é o seguinte: tá com sono? Cochile! Provavelmente isso é a única coisa que você precisa fazer nesse momento, e é a única coisa que vai te fazer sentir melhor, mais alerta e mais produtivo.

Ainda precisa de motivos? Então aí vai:

– foi comprovado por médicos que uma soneca de 20 minutos (Power Nap) aumenta o nível de alerta e de produtividade, assim como a capacidade de assimilar informações;
– cochilar diminui o risco de problemas cardíacos;
– estudos indicam que, em diversos casos, os cochilos melhoram a qualidade do sono à noite;
– cochilar é melhor para a memória e o desempenho do que cafeína.

Cochilar é um hábito muito natural e saudável. Entretanto, se você é uma daquelas pessoas que por algum motivo realmente não pode cochilar, eis abaixo algumas dicas para diminuir a fadiga depois do almoço:

durma o suficiente à noite, mas não acorde em cima da hora para trabalhar;
coma devagar e conscientemente, de preferência sem conversar;
– prefira comer mais coisas leves e pouco cozidas;
– evite comidas pesadas e muito processadas;
– mesmo que não possa cochilar, se permita descansar relaxadamente por alguns minutos depois do almoço;
– permita-se alguns momentos de nada durante o trabalho (levante-se, espreguice-se, passeie um pouco);
– evite levar trabalho para casa.

O cochilo pós-almoço é uma prática instituída em diversas culturas. Infelizmente, não na nossa. Entretanto, sempre é possível dar um jeitinho de “burlar o sistema” e tomar um tempinho para si, mesmo que seja na própria mesa do trabalho.

Se você trabalha fora mas o escritório é pequeno ou a empresa não oferece espaço para isso, não tem problema. Já ouviu falar nos SPAs do sono? Em São Paulo tem o Cochilo e o YeloSpa, que oferecem cabines individuais para cochilo. No Rio tem o PausaDaMente. Fantástico, não? Em alguns restaurantes como o Bello-Bello, também em São Paulo, ainda são oferecidos aos seus clientes espaços ambientados especialmente para a boa e velha sonequinha pós-almoço.

Felizmente as pessoas estão começando a perceber a furada que é levar uma vida apenas pensando em produtividade e esquecendo da própria saúde. Estamos desacelerando em direção a uma vida mais plena e consciente.

E não se preocupe em ser mal visto porque está cochilando no ambiente de trabalho, pois o que acontece é justamente o contrário. Aquele que se impõe costuma ser respeitado. Ao contrário do que se pensa, quem faz tudo para agradar os outros é que costuma não receber o respeito que merece. Cuidar da saúde vem em primeiro lugar. É melhor cuidar de si hoje do que ter que ser cuidado por outros amanhã. :)

Agora eu quero saber de vocês:
– Você cochila depois do almoço?
– Seu local de trabalho incentiva o cochilo oferecendo espaços para isso?
– Você frequenta algum SPA do sono? Qual?
– Conhece algum outro “cochilódromo” que não foi citado aqui?

FONTES
Sarah Mednick – Take a Nap! Change your Life
COMPARING THE BENEFITS OF CAFFEINE, NAPS AND PLACEBO ON VERBAL, MOTOR AND PERCEPTUAL MEMORY
Pesquisa demonstra benefícios do cochilo durante o dia
The secret (and surprising) power of naps
Os benefícios do cochilo

soteropolitana, estudante de vedanta, formada em design gráfico, criadora, autora e ilustradora do respire e seus yoginhos. acredita que ser feliz é coisa simples e que yoga é para todos.

Comentários pelo facebook

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>