Fixe seus olhos, discipline sua mente

0
42
Respire! - Exercício de Yoga Para Iniciantes

Alguns dizem que os olhos são as janelas da alma. Provavelmente sim, mas eu gosto de dizer que os olhos são o espelho da mente. Digo isso porque podemos relacionar intimamente o olhar de uma pessoa ao seu estado mental.

Quer ver?

Quando estamos agitados ou nervosos, por exemplo, os olhos não param quietos. Ou então, quando estamos sonhando acordados, os olhos ficam parados mas sem um foco específico e sem de fato enxergar nada, pois nossa atenção está toda voltada para as imagens que se formam na mente. Já percebeu? 

Pois é. Portanto é seguro afirmar que ao manter os olhos fixos e focados estamos também ajudando a aquietar a mente, pois estamos impondo a eles disciplina.

Na prática de yoga temos o que chamamos de dristhi, ou fixação ocular. Os drishtis são considerados técnicas de pratyahara, ou abstração dos sentidos, o sexto ramo do caminho octuplo do yoga. Eis abaixo os principais drishtis:

Nasagre drishti
Fixação ocular na ponta do nariz.

Angusthamadhye drishti
Fixação ocular no(s) polegar(es).

Hastagrahe drishti
Fixação ocular em uma ou nas duas mãos.

Parshva drishti
Fixação ocular em um dos lados, esquerdo ou direito.

Urdhva drishti
Fixação ocular para o alto.

Nabhicakre drishti
Fixação ocular no umbigo.

Padayoragre drishti
Fixação ocular nos dedões dos pés

Bhrumadhye drishti
Fixação ocular no ponto entre as sobrancelhas, com os olhos total ou parcialmente fechados.

A prática de drishtis é parte muito importante do Ashtanga Vinyasa Yoga, e embora eu não ensine essa modalidade, procuro sempre enfatizar a importância de alguns drishtis em algumas posturas específicas.


Se você já tem uma prática regular de asanas e quer aumentar a intensidade, experimente incorporar a certas posturas alguns drishtis.

Por exemplo: quando em matsyasana (postura do peixe) procure manter bhrumadhye drishti e sinta os efeitos da postura se intensificarem.Esse é um poderoso ponto de fixação ocular também para se praticar durante a meditação.

Em adho mukha svanasana (postura do cachorro olhando para baixo) pratique nabhicakre drishti.

Emvirabhadrasana I (postura do guerreiro I) fixe os olhos nos polegares em angusthamadhye drishti se você consegue unir as mãos ao alto.

Quando em viparita dandasana (postura do bastão invertida)deixe os olhos fixos nos dedões dos pés, em padayoragre drishti.

Pratique fixar o olhar no ambiente externo também em outras posturas. Em tadasana (postura da montanha)e vrikshasana (postura da árvore)por exemplo experimente fixar os olhos num ponto à frente, na altura dos seus olhos, durante toda a permanência. Não importa o que aconteça, mantenha o olhar fixo. Minha sugestão é que durante a prática de posturas, evite fechar os olhos, pois assim é fácil se envolver com os pensamentos e se dissociar do presente. Exceto em algumas posturas restauradoras como balasana, supta baddha konasana e, obviamente, savasana, mantenha sempre um ponto de fixação ocular.

Experimente tratar os olhos durante as posturas como mais uma parte do corpo e veja o que acontece. Lembre-se: olhos inquietos, mente agitada. Discipline seus olhos e sinta o efeito na prática.

Namastê! 

Deixe uma resposta